:: Boletim Ecos
:: NOPH
:: História de Santa Cruz
:: Bibliografia
:: Inventário Participativo
:: Agenda
:: Interações
:: Jornal Quarteirão
:: Links
:: O Hangar do Zeppelin

 

 

O Hangar do Zeppelin de Santa Cruz começou a ser construído em 1934 e concluído em 1936. Suas estruturas vieram da Alemanha e a mão-de-obra foi brasileira, supervisionada por técnicos alemães. Em seu interior podia ser acomodado um Zeppelin. O Hangar mede 274m de comprimento, 58m de altura e 58 de largura. É o único ainda existente , já que os outros dois, construídos na Alemanha, foram destruídos durante a segunda guerra mundial.

 

Dois Zeppelins faziam a linha da América do Sul, por serem os melhores e os maiores: Graff Zeppelin e o Hindenburg . Partiam de Frankfurt na Alemanha, atracavam em Pernambuco e desciam em Santa Cruz (Rio), onde eram recolhidos dentro do Hangar para a manutenção, o reabastecimento e o embarque de passageiros.

Com o incêndio do Hindenburg em 1937, nos Estados Unidos, o projeto dos Zeppelins foi cancelado. O Hangar serviu de base para o 1º Grupo de Aviação de Caça da Força Aérea Brasileira, que atuou na segunda guerra mundial.

A escolha de Santa Cruz para sediar o Hangar se deveu às condições climáticas, direção dos ventos, velocidade e possibilidade de locomoção através de outros meios de transporte, ligando o bairro à Cidade. O hangar recebeu o nome de Aeroporto Bartolomeu de Gusmão, onde hoje está localizada a Base Aérea de Santa Cruz, o maior complexo aerotático da América Latina.

<- Voltar

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: design :: marta_crisostomo@hotmail.com